Mostrar Mensagens

Esta secção permite-lhe ver todas as mensagens colocadas por este membro. De realçar que apenas pode ver as mensagens colocadas em zonas em que você tem acesso.


Tópicos - GLFaria

Páginas: 1 [2] 3 4 ... 6
16
Ferramentas / Quem se aventura?
« em: Sexta, 09 de Dezembro, 2016, 18:23:44 pm »
Talvez um dos membros do fórum com uma oficina bem equipada e onde possa fazer barulho esteja interessado nisto:



Não é preciso ouvir (eu nem me dei ao trabalho...), basta ver o vídeo para ficar com a ideia. Acho um projecto bem interessante.

 

17
Bricolage Café / Um "jovem" robusto e sabedor do seu ofício
« em: Quinta, 03 de Novembro, 2016, 00:36:13 am »
Já viram este jovem de 86 anos chamado Arnaldo Costa? Nem sequer precisa tirar o chapéu para trabalhar (eu, em contrapartida, se lá estivesse e tivesse um chapéu, tirava-o e fazia-lhe uma vénia.



Quem é que agora se atreve a dizer que está cansado?

18
Colas, tintas, vernizes e afins / Rolo para aplicar cola de contacto?
« em: Segunda, 31 de Outubro, 2016, 21:28:32 pm »
Boa noite a todos

Sempre usei espátula para espalhar cola de contacto. Felizmente é raro usá-la. Mas agora quero fazer uma aplicação bem uniforme e penso que um rolo é a melhor solução.

A cola de contacto que tenho (a "tradicional" Pattex) contém solventes orgânicos, e ataca vários tipos de materiais.

Alguém me sabe dizer de que tipo de material deve ser feito o rolo? Algum rolo/marca recomendado? (experiência, por favor, não "talvez este sirva..."   ;) )

Desde já obrigado

19
Bricolage Café / "Nunca vai acontecer..."
« em: Sábado, 24 de Setembro, 2016, 23:04:34 pm »
Para aqueles que acham que, se tomarem sempre muito cuidado, um acidente nunca vai acontecer, e que consigam compreender razoavelmente inglês, sugiro uma visita a este fórum:

http://www.ukworkshop.co.uk/forums/that-was-a-stupid-thing-to-do-t96790.html

Faço notar que uma grande parte dos participantes nesse fórum é profissional, semi-profissional ou amador muito avançado neste ramo específico de actividade, e que no Reino Unido não se brinca com a segurança industrial.

A noção de "sempre seguro" é muito desejável (o famoso "zero acidentes com baixa" das estatísticas da segurança industrial), mas não existe quando se lida com máquinas o tempo suficiente - pode demorar um ano, dois, cinco...ou apenas um mês, mas estatisticamente vai acabar por acontecer. Basta estar um pouco mais cansado ao fim do dia e lá se vai a atenção, e em seguida o "cuidado".

Podia dar mais exemplos passados na minha vida, mas penso que não é necessário.  Não me posso queixar, tenho sorte em ter chegado até agora (e já lá vão bastantes anos, podem crer) só com cicatrizes, sem a falta de alguma parte do corpo...


20
Ideias, Truques e Dicas / Suporte para dispositivo apontador
« em: Quarta, 22 de Junho, 2016, 20:06:20 pm »
Boa tarde a todos

Era minha intenção não apresentar aqui este trabalho, uma vez que o considero de carácter pessoal e não dirá nada à maioria dos participantes. Mas como isto tem andado um bocado "morno", e para não dar a ideia que não estou a fazer nada, aqui vai.

Trata-se de um suporte para um dispositivo apontador para computador, para montar na cadeira de rodas de um pessoa com uma deficiência motora profunda e progressiva, que já não consegue utilizar outro dispositivos.

O conjunto é montado na coluna do apoio de cabeça da cadeira de rodas. A "bolacha" existente no suporte é posicionada ao lado da cara do utilizador; o dispositivo apontador propriamente dito (não está nas fotografias) é uma espécie de "almofada", fixada com fita bi-adesiva nessa "bolacha", e accionado por pequenos movimentos da cabeça, e utiliza um software específico.

Na construção utilizei madeira e tubos de fibra de carbono de 5mm (restos de tubos de flechas, dá sempre jeito guardar estas coisas...), materiais que tinha em casa. A rótula onde vai montada a "bolacha" foi aproveitada de um antigo tripé de máquina fotográfica. Nas partes de madeira apliquei um verniz de poliuretano em spray, apenas para as proteger

O mais complicado foi delinear um projecto satisfatório, que permitisse todas as afinações necessárias - e eu não fazia ideia quais poderiam ser - e que pudesse construir com os materiais, ferramentas e equipamentos que cá tenho. Excepto para as furações e para o corte dos tubos, que tem de ser feito com um disco abrasivo a alta velocidade (Dremel...), usei apenas ferramentas manuais.

Se alguém estiver interessado em mais alguns pormenores é só dizer, claro.

Agora que terminei este trabalho (que ainda não foi testado em condições reais) posso voltar ao recondicionamento interrompido do meu Workmate, que está meio desmontado e me faz muita falta.

21
Ferramentas / Chaves Philips e Pozidriv #4 - onde?
« em: Quarta, 25 de Maio, 2016, 15:54:02 pm »
Boa tarde a todos

Necessito comprar chaves de parafusos ou bits Philips #4 e Pozidriv #4.
Não está fácil, são tamanhos pouco frequentes nas casa de ferragens "correntes". Alguém me pode dar uma pista?

Obrigado

G.

22
Ferramentas / Uma geringonça...
« em: Segunda, 09 de Maio, 2016, 01:56:27 am »
Uma vez por outra tinha-me dado jeito poder tornear umas pecinhas de madeira. O meu mini-torno para metais não é muito prático para isso, e dá um trabalhão a limpar, por isso improvisava sempre, geralmente com recurso a limas, lixa, e berbequim ou engenho de furar.

Desta vez resolvi experimentar fazer qualquer coisa um pouco menos - só um pouco menos - improvisada. Estou familiarizado com o torneamento de metais, mas eu diria que, à parte haver um objecto a andar à roda, poucas semelhanças tem com o torneamento de madeira. Por isso, estudei um bocado as ferramentas e as técnicas - não gosto de improvisar demais, e com coisas que andam à roda relativamente rápidas mesmo em frente à nossa cara todo o cuidado é pouco - e abalancei-me a fazer uma maquineta rústica que com alguma benevolência talvez possa ser chamada uma espécie de torno.

Como não sabia o que ia resultar dali, nem sequer sabia se ia gostar de tornear, resolvi não gastar muito tempo e dinheiro. Utilizei apenas materiais que cá tinha em casa. Só tive que comprar quatro parafusos M6 que não tinha no comprimento que precisava. A estrutura é de casquinha branca, com a utilização de madeira mais dura onde me pareceu conveniente. Para acionamento, o meu berbequim. Previ um diâmetro máximo de 30mm para a peça a maquinar; a distância máxima entre pontos (aproximadamente 15cm) foi simplesmente definida pelo comprimento do "tarolo" que tinha para fazer a base...

Pelos mesmos motivos (tempo, custo, e disposição para trabalhar), prescindi de alguns requintes técnicos: o apoio das ferramentas tem só duas posições, e não é ajustável em altura nem transversalmente. O contraponto não é rotativo, e a ponta tem um ângulo muito aberto (lubrifiquei a ponta com cera). Do lado do "cabeçote fixo" - expressão pretensiosa, mas dá um ar mais sério à geringonça - apertei a peça a tornear na bucha do berbequim. E, para o que é uma simples experiência, nada de comprar ferramentas apropriadas - ou dava com os meus formões, ou mandava a ideia passear.

E não é que a geringonça até provou que, mesmo com estas condicionantes todas, tomando muito cuidado até podia fazer umas peças mais ou menos torneadas? O que significa que quando e se (é um grande se...) tiver disposição posso desenvolver um bocado mais o conceito e aperfeiçoar a maquineta de modo a ficar mais parecida com um torno.

Aqui vão algumas fotos; se alguém estiver interessado em algum pormenor específico, é só perguntar.

23
Ideias, Truques e Dicas / Limpar um motor eléctrico
« em: Domingo, 13 de Março, 2016, 21:33:34 pm »
Hoje retirei o motor e a turbina do exaustor do fogão da cozinha e apanhei um susto. A camada de gordura era tal que só por sorte - ou porque o motor tinha uma excelente ligação à terra - aquilo não ia pegar fogo à menor faísca. Estava lá há pelo menos 20 anos, e pelos vistos substituir os filtros 3 ou 4 vezes por ano não foi suficiente.

No fim, tive de lavar as ferramentas com detergente da loiça e água bem quente, e depois ainda usei um detergente industrial em spray. Habitualmente uso acetona, mas nesta gordura orgânica a acetona não fez nada.

Claro, foi tudo para o lixo - tudo, menos o motor, que está bom e que gostava de poder aplicar noutra coisa. Não tenho dados nenhuns sobre ele, nem potência nem RPM. A placa é capaz de estar nas traseiras da carcaça do exaustor, que vai continuar no sítio onde está.

Alguém, de entre os "desmanchadores" de máquinas que aqui há,  me pode dar uma ideia de como limpar um motor electrico completamente cheio de gordura pastosa - se possível sem o desmontar (mas se for preciso desmonto-o), e certamente sem o inutilizar?

Desde já obrigado

G.

24
Bricolage Café / Pedido de desculpas
« em: Quinta, 10 de Março, 2016, 14:13:51 pm »
Bom dia

Quero pedir desculpa aos restantes membros pelo teor de um post que escrevi ontem, em resposta a um outro post de carbono.silicio.
As minhas qualificações não são para aqui chamadas, e só as referi por já ter perdido a paciência com o tom sapiente e condescendente das tiradas daquele recém-participante.

Como só leio por alto as mensagens relativas a temas de electrónica, assunto que não me interessa e sobre o qual pouco sei, não faço ideia se os interessados já receberam informações realmente interessantes e úteis. Mas notei que o tom condescendente é o mesmo. E os montes de fotografias recebidas foram efectivamente úteis, ou são só fogo de vista?

Novamente, as minhas desculpas. Tentarei ser mais paciente.

G.

25
Ferramentas / Bucha de aperto rápido - desmontagem?
« em: Terça, 08 de Março, 2016, 23:18:23 pm »
Boa noite a todos

Tenho um berbequim Bosch PSB 650RE (linha amador).
Quero substituir a bucha de aperto rápido que vinha de origem por uma bucha com chave, mas não consigo desmontá-la.
Ao contrário de outros que já tive, este berbequim não tem parafuso de fixação com rosca esquerda no fundo da bucha.

Tentei várias vezes segundo as instruções do manual, sem sucesso. É difícil fixar bem o berbequim sem que ele se mova quando se dá uma pancada seca na chave allen, e o movimento amortece o efeito da pancada.

Desisti de seguir a via do manual. Acrescentei um braço de alavanca de uns 30cm na haste da chave e fiz bastante força para desapertar (sempre no sentido indicado no manual), sem dar pancadas. A certa altura pareceu-me que aquilo finalmente estava a ceder, e continuei a fazer força. Quando olhei, a chave estava no estado que se vê na fotografia - um verdadeiro saca-rolhas! E a bucha não mexeu.

Como há muitos membros, profissionais e semiprofissionais, com muita experiência e ferramentas de muitas marcas boas no fórum inglês em que por vezes participo, puz lá a questão. Achei interessante que vários participantes, com berbequins de várias marcas boas, tiveram o mesmo problema com este tipo de buchas. Um deles foi ao ponto de serrar e desfazer completamente a bucha para a desmontar, outros pura e simplesmente deitaram o berbequim fora e compraram outro. E quase nenhum quer bucha de aperto rápido (a não ser, suponho eu, com o sistema SDS).

No caso do meu, só vejo três hipóteses - ou a bucha foi montada roscando "à bruta", ou foi utilizado algum produto de fixação na rosca quando da montagem em fábrica, ou foi montada a quente (não vejo porque poderia ser, mas tenho de pôr esta hipótese).

Seja como for, não estou a conseguir, e não estou com vontade de ter o trabalhão de serrar a bucha em bocados...

Alguém aqui já teve esse tipo de problema? Se sim, com que marca e modelo de berbequim? Conseguiu resolvê-lo? Se sim, como?

Obrigado por sugestões

G.

26
Literatura e Recursos para a Bricolage / Pinterest
« em: Quinta, 03 de Março, 2016, 00:24:42 am »
Conhecem o Pinterest? Um local de armazenagem de fotografias muito utilizado.

O interesse, pelo menos para mim, não é tanto pelas fotografias em si, é principalmente pelos links que se obtêm a partir delas. Conseguem-se montes de ideias sobre todos os temas possíveis.
A minha mulher "consulta-o" pelo menos para tricot e para receitas de cozinha, eu para ferramentas e dispositivos, métodos de trabalho, ideias... Está organizado por tópicos, por isso é muito fácil consultar só o que nos interessa.

Devo desde já dizer que é um sítio "perigoso", porque uma vez estando lá vicia, uns links conduzem a outros, etc., etc.. e os "já agora..." sucedem-se. Há serões em que passo lá um par de horas ou mais de seguida. Experimentem - é só procurar "Pinterest" no Google e inscreverem-se.

G.

27
Ferramentas / LIDL, 18 de Fevereiro
« em: Quarta, 17 de Fevereiro, 2016, 22:57:25 pm »
Algum dos interessados em ferramentas motorizadas (eléctricas) viu o folheto do LIDL para amanhã?  ;)

G.

28
Ferramentas / Colheres de pau
« em: Segunda, 19 de Janeiro, 2015, 20:32:58 pm »
Lembrei-me que alguém neste fórum em tempos escreveu que precisava de uma máquina para fazer colheres de pau...

Este blog   https://paulsellers.com/2015/01/carving-a-spoon-and-a-memory/ é sempre muito interessante; as colheres aqui ilustradas foram todas feitas à mão.

E também:



Há muitos mais, claro (basta pesquisar "wood spoon carving" no You Tube), mas aprecio especialmente tudo o que o Paul Sellers apresenta.

Bom ano de 2015 (pelo menos, melhor do que 2014 já não era mau...)

G.

29
Bricolage Café / 5 à Sec!
« em: Terça, 08 de Julho, 2014, 21:56:40 pm »
Estou a falar duma lavandaria, claro. Não tem nada a ver com futebol!  ::)

30
Bricolage Café / Fórum "penetrado"
« em: Terça, 08 de Julho, 2014, 13:36:28 pm »
Atenção às mensagens pessoais.

Nunca participei em redes sociais. No entanto, nos últimos dias recebi no meu e-mai pessoal, ou seja, sem ser através do fórum, dois contactos "no reply" da rede Twoo (não faço ideia o que é), solicitando contactos com dois membros com quem já contactei através das mensagens pessoais do fórum - Rui Domingos e Catarina.

Não acredito que os pedidos de contacto fossem genuinos. Suponho que de alguma forma a Twoo tenha tido acesso à base de dados do fórum, ou pelo menos ao sector relativo às mensagens pessoais. Quantas mais entidades terão acesso a estes dados?

Portanto, cuidado com as mensagens pessoais. Por mim, tenciono não voltar a utilizá-las.

Páginas: 1 [2] 3 4 ... 6