Mostrar Mensagens

Esta secção permite-lhe ver todas as mensagens colocadas por este membro. De realçar que apenas pode ver as mensagens colocadas em zonas em que você tem acesso.


Tópicos - santanna620

Páginas: [1]
1
Madeiras / Traduções complicadas
« em: Segunda, 05 de Setembro, 2011, 04:19:58 am »
Boa noite.

Desde já apresento as minhas desculpas por estar ausente do fórum, mas estou num trabalho que me limita bastante o tempo, pelo que não tenho podido passar por cá.
No entanto não tenho estado parado. Tenho trabalhado no dicionário de Carpintaria e Marcenaria Inglês / Português / Castelhano, que são as línguas que domino. Também estou a fazer progressos num pequeno glossário ilustrado na mesma área.

Vou começar também a fazer umas pequenas traduções de artigos publicados no site "The Wood Whisperer", com a devida autorização do autor, Mark Spagnuolo no meu Blogue e para o Fórum, caso haja interessados. Penso que desta maneira poderei dar o meu contributo àqueles que como eu estão a aprender ou estão interessados em saber mais sobre este tema, mas que tem dificuldades com o Inglês. Escolhi este autor por ser aquele que mais me tem influenciado e motivado desde que comecei. Não só é um óptimo comunicador como é um excelente professor. Apesar de ser a longa distância, de forma virtual e de ele apenas conhecer a minha existência através de breves comentários, questões e agora este pedido inusitado, lá no fundo considero-o o meu "Mestre Yoda". Passem por lá e dêem uma vista de olhos. Vão ver que vale a pena. http://thewoodwhisperer.com/

Mas a razão da minha mensagem é a seguinte:

Estou completamente "emperrado" com duas palavras, que são enganadoramente simples: "Woodwork" e "Woodworker".
Tal como em Portugal, os ofícios relacionados com os trabalhos com madeira estão bem definidos nos países anglo-saxónicos (Cabinet Makers, Carpenters, Craftsmen, Contractors, Ship Carpenters, etc.), mas nestes países existe a palavra “Woodworker”, que define a generalidade destes trabalhadores. Tanto profissionais como amadores sentem orgulho nesta denominação. O termo também se aplica a profissionais, amadores, mestres ou aprendizes. O trabalho que fazem é referido em termos gerais como “Woodworking”. Não é novidade para ninguém neste fórum.
Mas por cá não encontro um termo “generalista” que defina o amplo espectro de profissões, experiências e trabalhos que encontramos neste ramo. Traduzir “Woodworker” como “Carpinteiro” ou “Marceneiro” não é correcto, a não ser que o texto em questão seja explícito a uma dessas profissões. Quando leio um Blogue ou participo num Fórum para “Woodworkers” sinto que faço parte dessa Comunidade, mesmo que seja um simples amador ou aprendiz. Não sou Carpinteiro nem Marceneiro, mas sinto que pertenço a esse “círculo”. Um “Woodworker” tanto faz móveis como casas como barcos.

Se num texto traduzir, digamos, “O Marceneiro (Woodworker) Joe constrói barcos” ou “O Carpinteiro (Woodworker) Ben faz bonecos de madeira com a sua pequena navalha”, sinto que estou a ser incorrecto. Isto sem falar que me vão saltar encima mil e um Carpinteiros, Marceneiros e outros “Trabalhadores do sector da madeira” a chamar-me nomes por pensarem que sou burro e não sei traduzir um simples texto.
Como resultado desta dúvida quase existencial, os textos cá por casa estão cheios de espaços vazios à espera de serem preenchidos. Realmente preciso da ajuda deste Fórum.

Numa palavra, para terminar: HELP!

2
Madeiras / Quem não tem cão... transformação caseira
« em: Segunda, 23 de Maio, 2011, 17:22:45 pm »
Como já referi no Fórum tenho preferência por usar ferramentas manuais, mas não vou ser hipócrita, muitas vezes as ferramentas eléctricas podem ser as nossas melhores amigas e aliadas. Como ainda estou no início e não tenho nem experiência nem as ferramentas adequadas tento usar todos os recursos disponíveis para trabalhar. Com o tempo espero poder dar-me ao luxo de fazer a opção e tornar-me um fanático hardcore do trabalho manual...

Neste momento tenho 5 ferramentas eléctricas importantes na minha "gruta": Uma serra circular, uma serra de tico-tico, uma tupia, uma plaina e uma lixadora orbital. Apenas a serra circular e a tupia são de "marca", pois desde o início foram compradas a pensar na durabilidade. As restantes foram compradas a preços bastante convidativos, mas tem trabalhado bastante bem.

Neste início tenho usado principalmente madeira "gratuita" que recolho em obras abandonadas ou me são oferecidas por conhecidos que conhecem esta minha paixão. Não tenho tido problemas de maior, mas quando a minha mulher me "pediu" para lhe fazer uma estante para a sala tive de pensar em grande. Comprámos placas de aglomerado folheado num armazém cá em Braga mas estas eram enormes (+/- 2.60x1.90m). Ainda fiz os primeiros cortes com a serra circular e um acessório adaptado que aprendi a fazer a partir de um vídeo do youtube, mas não estava a ficar satisfeito. Dava bastante trabalho e corria o risco de cometer erros.

Após ver preços no AKI e no Leroy Merlin desisti da ideia de comprar uma mesa de corte, mas comecei a encontrar vídeos de pessoal que tinha feito as suas próprias mesas caseiras. Não pensei duas vezes.

Deixo aqui as fotografias da mesa de corte adaptada.























Tive a sorte de ter esta mesa de jardim a um canto. Facilitou bastante o trabalho. O maior trabalho foi assegurar que a lâmina ficava num ângulo de 90º certo e não batesse com as ripas de madeira da mesa. A lâmina está à altura máxima, mas pode ser regulada em altura com o sistema original.

Embora já a tenha usado sem problemas, tenho de fazer umas modificações por causa do peso do motor. Ao estar virada para baixo, todo o peso do motor fica seguro apenas pelo mecanismo de ajuste do ângulo de corte, que com as vibrações o vai fazendo descair modificando ligeiramente o ângulo da lâmina. Para solucionar este problema vou colocar uma braçadeira de rosca grande à volta do motor, presa em dois pontos na madeira.

Vou também construir uma protecção / segurança para a lâmina em acrílico montada num braço que permita deslizar as peças. Vai ter também um bocal para conectar o tubo de aspiração. Vou também melhorar um pouco a maneira de inclinação lateral da lâmina para poder fazer cortes de 45º.

O melhor disto é que o dia que puder comprar uma mesa de corte ou construir uma mesa de raiz, esta volta à sua função original sem qualquer dano visível  ;)

Espero que tenham gostado e que me digam as vossas opiniões.

3
Madeiras / Lojas de materiais para carpinteiros
« em: Domingo, 22 de Maio, 2011, 19:45:00 pm »
Boa tarde a todos.

Antes de mais quero agradecer às pessoas do Fórum que colocam aqui imagens dos seus trabalhos que servem para inspirar os outros. Por enquanto é o único fórum Português que conheço sobre este tema, pelo que gosto passar por cá de vez em quando para ir vendo as novidades.

Já tenho algumas coisas bastante básicas básicas e irei colocando algumas imagens para que me possam dar as vossas opiniões.

Tenho uma questão para colocar. Vou comprando algumas ferramentas mais básicas no comércio tradicional ou em grandes superfícies como o AKI, pois não são difíceis de encontrar, mas outras mais especializadas estou a ter dificuldade em encontrar. Embora o orçamento não seja muito grande vou juntando dinheiro para poder comprar ferramentas um pouco melhores em vez de comprar imediatamente o mais barato.

Neste momento estou interessado em comprar as seguintes ferramentas:

- Graminho;
- Garlopa;
- Plaina;
- Guilherme;
- Esquadro;
- Esquadro com nível (combination square);
- Serra para malhetes (dovetail saw).

Podem-me dar umas dicas de onde as poderei encontrar? Cá em Braga está-me a custar um pouco. Na Net só encontrei até agora a "Viúva C. Ferreira Pires,Lda." e estou à espera de uma resposta para saber preços e se enviam. Já comecei a procurar sites em Espanha.

Qual a vossa opinião do Ebay e similares? Digo-vos já que nem tenho nem uso cartão de crédito, apenas PayPal :P

Sem querer abusar da vossa paciência, que livro em Português me recomendariam para estudar as bases de Carpintaria?

Obrigado e um abraço.  8)

4
Apresentações / Mais um novato
« em: Domingo, 13 de Fevereiro, 2011, 20:52:06 pm »
O meu nome é Ricardo Sant'Anna e estou em Braga.

Estou cá principalmente por causa dos temas relacionados com a madeira, carpintaria e marcenaria, mas não implica que não passe pelos outros temas, claro está.  ;)

É incrível que num pais como o nossa, com tantas história na arte do trabalho em madeira, não exista mais informação disponível na língua de Camões. Para quem como eu é um novato absoluto e vem de outra área que não podia ser mais distante, é bastante frustrante e desmotivante. Espero conhecer pessoas neste fórum que possam ajudar-me a começar naquilo que eu espero que um dia seja algo mais que um simples hobby.

Um grande abraço a todos.  :)

Páginas: [1]