Autor Tópico: Nova modificação ao engenho de furar  (Lida 6861 vezes)

GLFaria

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 849
    • Ver Perfil
Nova modificação ao engenho de furar
« em: Quinta, 20 de Fevereiro, 2014, 19:41:55 pm »
Há uns meses apresentei uma modificação que fiz no batente de profundidade do meu engenho.

Como é uma máquina muito pequena e ordinária - embora, para meu espanto, bastante mais precisa do que supunha - está mesmo a pedir várias modificações mais, algumas das quais já fiz. Vou apresentar uma decada vez, em vários posts, para fazer render o peixe (e porque escrevo sempre muito...)

Desta vez - o "interruptor".
Na maioria dos engenhos pequenos que tenho visto, pelo menos nos mais antigos, a botoneira (na realidade um relé, mais adiante explico porquê), que liga/desliga a máquina está colocado do lado oposto ao mecanismo de subir/descer a árvore que leva a bucha. Se, como acontece tão frequentemente quando se está a furar madeira, estivermos a segurar a peça com a mão esquerda, esta posição do interruptor é potencialmente perigosa porque, para parar, das duas uma: ou se retira e larga o material que se está a furar, com o engenho ainda a funcionar - o que é muito, muito má prática - ou se dá a volta com o braço direito por cima do engenho para carregar no botão de desligar, o que pode ser ainda pior porque deixa de se ver o trabalho. Numa situação de emergência, como já me aconteceu, a coisa pode tornar-se ainda mais complicada e perigosa.

Resolvi transferir a botoneira para a parte da frente do engenho, como é posicionada nos engenhos maiores.
Para isso, tive de fazer uma caixa onde coubesse a botoneira e fixá-la ao corpo do engenho. A caixa é de contraplacado (diversos pequenos retalhos que cá tinha), com uma frente de PVC. A razão de usar o PVC foi apenas porque o contraplacado era grosso demais e excessivamente macio para fixar correctamente a botoneira. Não há problema em usar contraplacado - a corrente de funcionamento é muito fraca, só 1,2 Ampéres (motor de 250W). E envernizei-o, para não dar origem a poeiras.

A cablagem está com um aspecto um bocado ordinário mas é segura. Como não consegui retirar os terminais da botoneira, e tive medo de a estragar se forçasse, resolvi não substituir a cablagem de origem. Cortei os cabos e prolonguei-os com cabos do mesmo calibre dos de origem (0,75mm2 !) com emendas soldadas, que protegi com tubo termo-retráctil. Na zona das emendas mais perto da botoneira ainda consegui arranjar espaço para um segundo tubo termo-retráctil a cobrir os pares de cabos emendados por cima dos isolamentos que já tinha aplicado nos cabos individuais. Do outro lado não tinha espaço para poder usar o segundo tubo retráctil de protecção sobre o conjunto dos cabos, pelo que tive de reforçar a segurança com um bom "embrulho" de fita isoladora. Não é bonito, e industrialmente é uma verdadeira "nódoa", mas faz adequadamente a função, que é evitar que  o isolamento dos cabos se possa eventualmente desgastar ao roçar nas arestas com as vibrações da máquina em funcionamento.

O que dá um aspecto mais ordinário à coisa é aquele cabo de terra (o amarelo e verde) do motor, que ficou à vista porque havia um ponto de ligação à massa no interior da carcaça, que eu quis aproveitar para não ter de fazer mais um furo roscado (aquele engenho qualquer dia parece um queijo Gruyère), e por isso tive de separar esse cabo dos restantes, e fazê-lo entrar por onde era possível. Tudo teria sido mais simples se tivesse podido substituir toda a cablagem.

Já agora - este trabalho não foi só electricidade. A fixação da nova caixa da botoneira é feita com parafusos M4. Como não gosto da ideia de furar e roscar deixando cair as aparas para dentro da máquina, tive de desmontar a parte mecânica toda para deixar tudo limpo por dentro. Aproveitei para limpar e lubrificar todas as peças, coisa que já devia ter feito há muito tempo.

É possível que a alguém ocorra a dúvida - porquê usar a botoneira com um relé, e não um simples interruptor? É uma questão de segurança. Se usar um interruptor simples nestas máquinas que se podem ligar e desligar da tomada, há o risco de alguém inadvertidamente actuar o interruptor, e deixá-lo na posição de ligado. Na altura não se dá por nada, mas quando se meter a ficha na tomada a máquina começa imediatamente a trabalhar. Com um relé isso não acontece - se não tiver corrente, o relé automáticamente desliga, e não volta a poder ser ligado de novo enquanto não estiver novamente ligado à corrente.

Anexo fotografias para se perceber melhor o que descrevo. Uma mostra a situação original, as restantes o resultado. Anexo também uma fotografia da botoneira para verem porque é que precisei de fazer uma caixa tão funda.
Na última foto, além do cabo "embrulhado" em fita isoladora e do mal-parecido cabo de terra a vista, pode ver-se uma modificação que fiz à articulação da montagem do motor. Onde antes eram dois parafusos e montes de folgas na montagem (ver foto da situação original), passei uma broca de 8mm no furo roscado superior e passei a usar apenas um parafuso M8x100 de cima a baixo, aparafusado só embaixo, com uma contra-porca.

Espero que achem interessante.
E, Pajo, você que sabe mexer nestas coisas podia fazer uma modificação deste género no seu engenho, que se bem me lembro é semelhante ao meu mas um pouco mais potente (350W). Claro está que se prender sempre as peças num torno (apertadeira, lembra-se?...) não precisa, mas por algum motivo não acredito que isso aconteça. :)

gabriel_rocha

  • Jr. Member
  • **
  • Mensagens: 82
    • Ver Perfil
Re: Nova modificação ao engenho de furar
« Responder #1 em: Quinta, 20 de Fevereiro, 2014, 23:24:56 pm »
Um belo trabalho sim senhor.

Com vista à obtenção de maior segurança, por aqui o objectivo parece-me cumprido. Realmente faz-me alguma confussão aquele fio terra ali exposto, mas faz maior confusão (e nisto o amigo Faria não tem intervenção) aquele relé com uma bobine tão apertada porque naquela bobine cria-se um campo electromagnético dá aspecto de ser algo barato sem grande cuidado na concepção do interruptor. A fita adesiva não é de todo também do meu agrado, mas não tendo tido a hipótese de colocar manga termo retráctil, é uma solução, desde que a fita tenha o adesivo com alguma qualidade e não derrame por acção do calor ou seque com o passar do tempo.

Na parte mecânica, é sempre um prazer vê-lo trabalhar, nota-se a experiência e o à vontade que tem e a visão que tem do que pode correr mal só pelo simples facto de deixar uma limalha aqui ou ali.

Esteticamente falando, talvez uma tinta aproximada à cor do aparelho, na caixa que construiu, sei que existem tintas para dar o aspecto lacado com brilho ou mate.

É sempre bom aprender alguma coisa consigo, porque tem a capacidade rara de explicar o que faz, de uma forma tão simples que quase consegui imaginar o que fez mesmo antes de ver as fotografias.

"And God said - let there be LED, and there was light" ;)

GLFaria

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 849
    • Ver Perfil
Re: Nova modificação ao engenho de furar
« Responder #2 em: Sexta, 21 de Fevereiro, 2014, 00:36:55 am »
Ora, muito obrigado pelos elogios, mas não faço mais do que o que sei (e muitas vezes faço menos do que devia - cada vez tenho menos paciência para fazer trabalhos "perfeitos"...). Se soubesse mais, possívelmente (não juro  ;)...) faria melhor.

A caixa de madeira? Cumpre perfeitamente a sua função, e não sinto a necessidade de disfarçar - sou muito mau pintor, e uma má pintura fica pior do que uma madeira à vista.

Quanto ao relé, não tenho a mínima dúvida que é barato e de baixa qualidade  :D . Suspeito que os engenhos da Rhino, embora nominalmente franceses, mesmo há vinte anos eram feitos na China, e a China de então era francamente mais ordinária do que a de hoje.
Como sou mais sensível à mecânica, o órgão que na minha opinião era pior era a bucha. Tinha folgas, excentricidades, etc. Para madeira dava, mas para furos de pequeno diâmetro em metal era uma desgraça. Por isso, como a excentricidade do veio, no encabadouro da bucha, era extraordináriamente baixa para um engenho tão ordinário - hei-de mostrar como medi isso noutro post - investi numa bucha de qualidade industrial honestamente boa - sem ser do nivel das Röhm ou das Albrecht, que estão fora do orçamento de um português médio como eu. Mesmo assim, a bucha LLambrich espanhola que comprei custou quase o mesmo que custa actualmente um engenho deste nível, com bucha e tudo, no Leroy... Mas com esta bucha já consigo fazer furos.

G

pajo

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1400
    • Ver Perfil
Re: Nova modificação ao engenho de furar
« Responder #3 em: Sábado, 22 de Fevereiro, 2014, 01:38:21 am »
Boa noite, GLFaria!
Sem duvida uma bela modificação.
E sim, claro que me lembro da apertadeira e não, claro que não uso as vezes que devia.
Posso informar que esse relé custa novo (marca ou qualidade á parte) na casa de 25 a 28€ e não existia á venda á 4 anos.
O Parkside avariou o relé e procurei tudo em Beja, Fig da foz e Coimbra e acabei por montar um interruptor ordinario que faz a função mas reconheco que é perigoso.

GLFaria realmente a solução do cabo talvez não tenha sido a melhor! -Mas trabalhar com o que se tem á mão, por vezes não se pode fazer melhor.
Talvez um pouco de calha tecnica (julgo que se chama assim) com fita de dupla façe.
Se não sabes? -não mexas!
Se não gostas? -não estragues!
Mas isso, NÃO TINHA PIADA NENHUMA!!!

GLFaria

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 849
    • Ver Perfil
Re: Nova modificação ao engenho de furar
« Responder #4 em: Sábado, 22 de Fevereiro, 2014, 01:44:32 am »
Olá, Pajo

"Talvez um pouco de calha tecnica (julgo que se chama assim) com fita de dupla façe"

Ocupa muito espaço! E não tenho confiança nenhuma na fita de dupla face para estas aplicações (nem para a maioria das outras...)

pajo

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1400
    • Ver Perfil
Re: Nova modificação ao engenho de furar
« Responder #5 em: Segunda, 24 de Fevereiro, 2014, 22:53:40 pm »
Voltando a "bater" no fio :
Julgo que o GLFaria usou no cabo que estava na maquina mais as emendas, passando o cabo a ficar todo exterior.
Depois de olhar para o meu (que tem um corta corrente na tampa) reparei que o cabo passa por dentro da tampa fixo com pequenas braçadeiras metalicas e parafuso.
Então sugiro-lhe o seguinte caminho:
O cabo entra no sitio original, faz as emendas dentro da caixa onde estava o relé, faz um pequeno orificio na tampa plastica para passar novo fio rente ao corpo da maquina e aqui pode tomar o caminho por baixo da proteção das polies prezo com as abraçadeiras metalicas (2 é suficiente) ou entra na propria caixa das correias (menos seguro) passa encostado á protecão lateral e entra na nova caixa do rele por cima, se tudo ficar bem preso não deve haver problema.

Se tiver muito confuso posso colocar umas fotos, mas agora tenho de ir chonar porque so agora cheguei a casa.
Se não sabes? -não mexas!
Se não gostas? -não estragues!
Mas isso, NÃO TINHA PIADA NENHUMA!!!

GLFaria

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 849
    • Ver Perfil
Re: Nova modificação ao engenho de furar
« Responder #6 em: Terça, 25 de Fevereiro, 2014, 00:00:14 am »
Pajo, teria sido tudo muuuito mais simples se eu tivesse conseguido retirar os terminais do relé e do corta-corrente. Como não consegui (e curiosamente os problemas foram sempre nos cabo de fase, nunca no de neutro), e não quis correr o risco de partir alguma coisa inconveniente, tive de entrar pela via do "corta e cose" em espaço limitado, incluindo os cabos do corta-corrente. Para dizer a verdade, até mexi no corta-corrente - mas só para lhe acrescentar um furo para montar um dos parafusos de fixação noutro sítio, porque onde estava interferia com a cabeça do novo parafuso de articulação do motor.

Depois de tudo montado e "cosido" - ou seja, emendado e isolado - o conjunto de cabos parecia um chouriço, e ficou suficientemente grosso para não caber num "pequeno orifício" - tive de fazer um buraco e peras na parte superio da tampa de plástico. O cabo de terra só foi "à parte" para me simplificar a vida e porque era muito curto para ir de outra forma - lá teria de fazer mas uma emenda num comprimento limitado de cabo, ou abrir e roscar mais um furo na carcaça do motor para o ligar. O engenho já me estava a fazer falta, uso-o muito.

Aí vai um esquema do circuito eléctrico, para quem o quiser...

nuno junqueira

  • Newbie
  • *
  • Mensagens: 25
  • SCROLLSAWER PORTUGUÊS
    • Ver Perfil
Re: Nova modificação ao engenho de furar
« Responder #7 em: Quinta, 27 de Fevereiro, 2014, 00:02:25 am »
SR GL FARIA

ACHO QUE EM TEROS DE TRABALHO DE CARPINTEIRO|MARCENEIRO ESTÁ CINCO ESTRELAS....

QUANTO AO TRABLAHO DE ELECTRICISTA ESSE DEIXA UM POUCO A DESEJAR.
A BOTONEIRA QUE ESSE APARELHO USA REALMENTE UM RELÉ MAS NÃO É UM RELÉ VULGAR. É UM RELÉ A QUE POR NORMA CHAMAMOS DE AUTO ALIMENTADO OU SEJA ELE MANTEN-SE "FECHADO" ENQUANTO TIVER CORRENTE ELECTRICA A ALIMENTAR A BOBINE. ASSIM QUE ESTA FALTA ELE DESLIGA. SENDO ASSIM PAAR O DESLIGAR BASTA TER UM MICROINTERRUPTOR QUE CORTE A ALIMENTAÇÃO DA BOBINE QUE TEMOS O MOTOR DESLIGADO IMEDIATAMENTE. POSTO ISTO, E NÃO QUERENDO RETIRAR O MÉRITO, QUE É BASTANTE, E TENDO EM CONTA TAMBEM A EXPERIENCIA QUE TENHO NO MANEJO DOS ENJENHOS DE FURAR PENSO QUE DEIXAR A BOTONEIRA NO SITIO ONDE ESTAVA E "PUXAR" APENAS UM DOS FIOS PARA A FRENTE PARA UM MINI INTERRUPTOR ERA UMA IDEIA . FICAVA A CAIXA MAIS PEQUENA E DESLIGAVA O ENJENHO DE FURAR COM A MESMA FACILIDADE.

ESTA ÉUMA IDEIA QUE EM NADA BELISCA O VALOR DO SEU TRABALHO, APENAS TEM COMO OBJECTIVO PERMITIR EXPLORAR NOVOS CAMINHOS

SAUDAÇÕES

MIGUEL
NUNO JUNQUEIRA - CONSTANCIA-  SCROLLSAW -NMSBJ@HOTMAIL.COM

GLFaria

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 849
    • Ver Perfil
Re: Nova modificação ao engenho de furar
« Responder #8 em: Quinta, 27 de Fevereiro, 2014, 00:27:00 am »
Não há problema...

Pensado no assunto, tem razão naquilo que sugere, não pensei dessa forma. Mas, que quer, sou "mecânico", no sentido mais geral do termo, não electricista - logo, analiso e abordo os equipamentos como mecânico. É tirar uma peça dum sítio e pô-la noutro...

Obrigado pela sugestão, poderá vir a servir no futuro.
G.

nuno junqueira

  • Newbie
  • *
  • Mensagens: 25
  • SCROLLSAWER PORTUGUÊS
    • Ver Perfil
Re: Nova modificação ao engenho de furar
« Responder #9 em: Quinta, 27 de Fevereiro, 2014, 00:59:11 am »
PENSO QUE É PARA ISTO QUE O BLOG DEVE SERVIR. PARA EXPORMOS E TROCARMOS A NOSSSAS IDEIAS ... SEMPRE COM O OBJECTIVO DE TENTARMOS MELHORAR
NUNO JUNQUEIRA - CONSTANCIA-  SCROLLSAW -NMSBJ@HOTMAIL.COM