Autor Tópico: A minha caixa de ferramenta.  (Lida 76918 vezes)

GLFaria

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 849
    • Ver Perfil
Re:A minha caixa de ferramenta.
« Responder #45 em: Domingo, 31 de Março, 2013, 16:46:17 pm »
"dar uma lição" parece-me uma expressão um tanto exagerada...  :) . Pajo, você é um exagerado! Talvez eu possa dar uma ajuda, é só.

De qualquer forma, como vou demorar um par de dias a escrever qualquer coisa (já disse, sou lento a trabalhar, e complicado a explicar...), e já tenho preparada um "introdução" ao comparador analógico, vou começar por aí e daqui a uns dias avanço para o "como utilizar". Possívelmente a maioria já conhece o que vou escrever, mas pode ser que ajude alguém. Aqui vai:

Características do comparador analógico (o de ponteiros):

É importante saber:
O comparador não permite fazer medições directas, só mede deslocamentos – ou seja, diferenças de posição. Aquilo que é medido é o deslocamento sofrido pela ponta de medição entre um ponto e outro da peça a controlar.

Partes do comparador analógico (ver fotografia):

Escala principal:
Cada divisão equivale a um deslocamento de 0,01mm (1 centésimo de milímetro) da haste (há razões práticas para ser assim). Uma volta completa do ponteiro principal corresponde a 1mm de deslocamento.

Contador de voltas:
Permite fazer leituras quando o deslocamento da haste é superior a 1mm. Uma volta completa do ponteiro principal corresponde a 1 mm, cada divisão do contador de voltas corresponde a uma volta do ponteiro principal, portanto cada divisão do contador de voltas corresponde a 1mm.
Uma volta completa do ponteiro do contador de voltas corresponde ao curso máximo da haste do comparador. Num comparador em que a haste tem um curso máximo de 10mm, o contador de voltas tem 10 divisões. Num comparador com a capacidade de 25mm, o contador de voltas tem 25 divisões, etc. Nas situações mais comuns, uma capacidade de 10mm é suficiente; pode haver situações em que o curso da haste tenha de ser maior do que isso, mas quanto maior for maior terá de ser o comprimento da haste, e o mostrador do contador de voltas terá de ter um diâmetro maior para se conseguirem ler as divisões (ver o Steimeyer que apresentei numa mensagem anterior – a capacidade é de 50m, o mostrador do contador de voltas teve de ser colocado no contro do mostrador principal para poder ter um diâmetro que permita ler a escala, e a haste é incómodamente comprida – mas costuma dizer-se que a cavalo dado não se olha o dente…)

Escala inversa:
O ponteiro principal roda normalmente no sentido dos ponteiros do relógio, quando a parte inferior da haste se desloca para dentro do canhão. Mas pode ser conveniente fazer leituras em que a haste tenha que se deslocar a partir de um ponto mais interior para fora, isto é, de uma posição mais comprimida para outra menos comprimida. Nesses casos, pode ser mais prático utilizar a escala inversa.

Indicadores de limite de tolerância:
Muitas vezes interessa mais saber apenas se uma peça está dentro das tolerâncias definidas do que qual é o valor exacto do desvio. Nesses casos, colocam-se os indicadores de limite de tolerância nos pontos extremos que não podem ser ultrapassados, de cada lado do zero. Se nas medidas efectuadas numa dada peça o ponteiro não sair fora da zona definida pelos indicadores dos limites de tolerância, a peça está dentro das tolerâncias exigidas.

O aro, a escala (e portanto o “zero”) e os indicadores de limite da tolerância, podem ser rodados para qualquer posição conveniente.

Haste:
Na maior parte das situações o controlo é feito utilizando a parte inferior da haste. A parte superior da haste permite puxá-la para cima de modo a colocar a ponta de contacto cuidadosamente sobre a peça a controlar. Quando não é usada, é protegida por uma tampa.

Ponta de contacto:
É constituída por uma esfera de um material duro, frequentemente carboneto de tungsténio, geralmente montada num suporte removível para poder ser substituída se estiver desgastada, ou para montar pontas com esferas de diferentes diâmetros.

Aro e escala:
Como o comparador mede deslocamentos – valores relativos - a posição “zero” é relativa. Por isso, não é conveniente que o zero da escala seja fixo (até podia ser, mas dava muito mais trabalho a interpretar os resultados). Por isso o aro (junto com a escala e o respectivo “zero” e os indicadores de limite de tolerância) pode ser rodado por forma a que o “zero” fique na posição mais conveniente.

Parafuso de fixação do aro:
Permite fixar o aro – e portanto a escala e o zero – na posição escolhida, garantindo que ele não se desloca inadvertidamente durante a utilização.

Pronto!
Não sei se consegui exprimir-me com clareza. Se houver dúvidas ou se alguém precisar de algum esclarecimento adicional por favor diga, tentarei esclarecer o melhor que saiba.

G.

_______
Posts relacionados:

Características do comparador analógico

Utilização do comparador analógico:
1ª parte | 2ª parte | 3ª parte
« Última modificação: Segunda, 08 de Abril, 2013, 22:09:54 pm por Joliveira »

pajo

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1400
    • Ver Perfil
Re:A minha caixa de ferramenta.
« Responder #46 em: Domingo, 31 de Março, 2013, 17:31:24 pm »
GLFaria, está optimo!
Obrigado.
Se não sabes? -não mexas!
Se não gostas? -não estragues!
Mas isso, NÃO TINHA PIADA NENHUMA!!!

Nm

  • Jr. Member
  • **
  • Mensagens: 56
    • Ver Perfil
Re:A minha caixa de ferramenta.
« Responder #47 em: Terça, 02 de Abril, 2013, 00:38:33 am »
 ;D

pajo

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1400
    • Ver Perfil
Re:A minha caixa de ferramenta.
« Responder #48 em: Domingo, 14 de Abril, 2013, 01:49:15 am »
Mais uma da colecção!
Esta acho que não precisa apresentacão, e do lidl e a qualidade até não é má, ainda só rachei uma chave 21 (não aguentou com os 98kg do dono.

       
Se não sabes? -não mexas!
Se não gostas? -não estragues!
Mas isso, NÃO TINHA PIADA NENHUMA!!!

mbernardes

  • Full Member
  • ***
  • Mensagens: 207
    • Ver Perfil
Re:A minha caixa de ferramenta.
« Responder #49 em: Domingo, 14 de Abril, 2013, 12:11:45 pm »
Mais uma da colecção!
Esta acho que não precisa apresentacão, e do lidl e a qualidade até não é má, ainda só rachei uma chave 21 (não aguentou com os 98kg do dono.

       

Também tenho uma caixa identica a essa, da Carthull (ou algo do genero) comprada na Rodapeças, surpreendeu-me pela positiva

pajo

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1400
    • Ver Perfil
Re:A minha caixa de ferramenta.
« Responder #50 em: Domingo, 14 de Abril, 2013, 14:19:03 pm »
Sim, mudam-lhe o nome e é tudo a mesma coisa.
So tenho pena que não sejam estriadas em vez de sextavadas, coloca algums problemas em sitios apertados.
Rodapeças- Pessoal 5*, Cumprimentos ao Manel(genrro) e ao Ilidio (estudou comigo no Paião).
Se não sabes? -não mexas!
Se não gostas? -não estragues!
Mas isso, NÃO TINHA PIADA NENHUMA!!!

gabriel_rocha

  • Jr. Member
  • **
  • Mensagens: 82
    • Ver Perfil
Re:A minha caixa de ferramenta.
« Responder #51 em: Segunda, 15 de Abril, 2013, 14:17:17 pm »
Tenho de fazer assim um tópico todo direitinho com fotos também, não é que tenha assim tanta coisa, mas posso sempre opinar sobre a utilização das ferramentas, se estou satisfeito ou não e porquê. De qualquer forma, digo-lhe já amigo pajo que tenho montes de inveja da sua bancada, por um pormenor importante. Não é bonito a inveja, mas esse seu mini frigorífico deixou-me a matutar, já andei em sucatas e lojas de reparações de electrodomésticos a ver se aparece algo do género para restaurar e dar um uso importante. Afinal de contas o momento de descontracção que o bricolage proporciona pode ser sempre complementado com prazeres de ordem maior. Já sonho com umas minis geladinhas debaixo da minha bancada, isto daqui a pouco são os pecados todos, é inveja é gula, enfim! hehehe
"And God said - let there be LED, and there was light" ;)

pajo

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1400
    • Ver Perfil
Re:A minha caixa de ferramenta.
« Responder #52 em: Sábado, 20 de Abril, 2013, 00:08:15 am »
Amigo Gabriel!
A inveja estimula a criatividade e eu não levo a mal por isso!
Por acaso aquele frigo. faz alguma sensação até mesmo com os amigos que por aqui passam.
Tem uns 35 ou 40 anos e julgo ser de marca Cadillac, éra o frigorifico de campismo de uns amigos que o emprestaram para "desenrascar" uma situação e depois como já estava tão velho não o quiseram de volta, quando projectei a bancada foi logo a pensar no frigorifico.
Mas está e precisar de um bom restauro.
Boa sorte nas pesquisas!
Se não sabes? -não mexas!
Se não gostas? -não estragues!
Mas isso, NÃO TINHA PIADA NENHUMA!!!

pajo

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1400
    • Ver Perfil
Re:A minha caixa de ferramenta.
« Responder #53 em: Quinta, 25 de Abril, 2013, 01:42:59 am »
 Peço desculpa ao forum!
Afinal o frigorifico é um Pontiac (bem me parecia que éra qualquer carro americano).

             
Na bancada esta tambem incorporado uma ferramenta importante, a caixinha de musica, é um Blaupunkt, velhinho que retirei de um camião scania com que trabalhei em tempos.
Velhinho mas funciona muito bem.
Se não sabes? -não mexas!
Se não gostas? -não estragues!
Mas isso, NÃO TINHA PIADA NENHUMA!!!

pajo

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1400
    • Ver Perfil
Re:A minha caixa de ferramenta.
« Responder #54 em: Quinta, 25 de Abril, 2013, 02:18:11 am »
Nas ultimas semanas adquiri mais umas coisitas (no lidl) para compor o quadro de ferramentas da garagem.
Trata-se de um jogo de chaves de "caixa" com um pratico suporte para pendurar , de 4 a 19mm com dois adaptadores e dois roquetes, Não comprei os acrescentos para não gastar muito "guito"
E um jogo de chaves boca luneta da 6 á 21mm tambem com um pratico suporte para pendurar.
Comprei estas porque o investimento não foi nunhuma exorbitancia e assim já não tenho de carregar com a minha mala principal (ferramenta de qualidade profissional) de um lado para o outro.

E depis não tenho razão de queixa da qualidade, que para mim é bastante aceitavel, pelo preço, tenho varias eletricas lidl e não me posso queixar.

   

Amanha já vai pro sitio, depois coloco a foto!
Se não sabes? -não mexas!
Se não gostas? -não estragues!
Mas isso, NÃO TINHA PIADA NENHUMA!!!

mbernardes

  • Full Member
  • ***
  • Mensagens: 207
    • Ver Perfil
Re:A minha caixa de ferramenta.
« Responder #55 em: Quinta, 25 de Abril, 2013, 11:49:44 am »
Por acaso também estive de olho nesse conjunto de chaves mistas, mas para já não me justifica ter isso.
Estive foi embeiçado com a plaina electrica, parece muito porreira e a bom preço (39.90), mas não posso que a Maria põe-me os sacos á porta.

Esse conjunto de caixa também estive a ver, mas os roquetes deixam-me sempre de pé atrás.
Esse radio é um crime estar aí, guarda isso que é um classico, não tens outra peça por ai para o lugar dessa reliquia?
Na minha bancada meti um refugo que por lá tenho e tenho mais 2 ou 3 por lá.

Tenho que abrir um topico destes também, não tenho tanta coisa, mas já se está a compor hehe

pajo

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1400
    • Ver Perfil
Re:A minha caixa de ferramenta.
« Responder #56 em: Quinta, 25 de Abril, 2013, 19:23:00 pm »
Obra concluida!
Ficou mesmo bem! ;D ;D ;D ;D



Pois a minha tambem me ameaça com os sacos, mas ainda diz que, é uns saquinhos do continente que são de borla, só não o faz porque tinha de gastar dinheiro num bilhete para me devolver prá figueira. lol,lol

Quanto a plaina, eu tenho uma das 1ªs que sairam e digo-vos que se estas novas forem iguais achoas muito grandes e pesadas, potentes sem duvida, mas dificeis de manobrar.

Não sabia que o radio era tão reliquia, por acaso anda por aqui mais um ou dois mais recentes.
Se não sabes? -não mexas!
Se não gostas? -não estragues!
Mas isso, NÃO TINHA PIADA NENHUMA!!!

pajo

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1400
    • Ver Perfil
Re:A minha caixa de ferramenta.
« Responder #57 em: Sábado, 04 de Maio, 2013, 21:52:49 pm »
Hoje apresento o "casal Ideal"
O sr macaco e a dª preguiça.


Este e um conjunto de ferramenta que convem andar sempre de mãos dadas (não vá o macaco arrear quando menos se espera)
Levantar com o macaco e escorar com a preguiça que tambem se pode chamar de cavalete.
Se não sabes? -não mexas!
Se não gostas? -não estragues!
Mas isso, NÃO TINHA PIADA NENHUMA!!!

pajo

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1400
    • Ver Perfil
Re:A minha caixa de ferramenta.
« Responder #58 em: Quinta, 09 de Maio, 2013, 21:48:02 pm »
O conjunto de serras craneanas.
Estas ainda foram compradas no antigo Plus, para madeira e plasticos funcionam na perfeição mas estes conjuntos quase nunca trazem as serras mais importantes ( Ex caixa de aparelhagem eletrica).

Se não sabes? -não mexas!
Se não gostas? -não estragues!
Mas isso, NÃO TINHA PIADA NENHUMA!!!

pajo

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1400
    • Ver Perfil
Re:A minha caixa de ferramenta.
« Responder #59 em: Sexta, 17 de Maio, 2013, 23:51:24 pm »
Para continuar na onda das brocas, tenho aqui este "belo" conjunto das famosas brocas fostner.
Foi comprado no lidl, e só ainda não foi para o lixo porque serve para me lembrar que nem sempre o barato é bom.


Esta é a que uso para as dobradiças, é da wolfcraft e é de qualidade amadora bastante razoavel


As de ferro Hss (algumas de cobalto "Cu")               As de madeira de "espatula" ou "palmeta"  e as de cavilhar
         

As de betão sds (peso leve)                          e            As de betão (peso pesado)
         

As escalonadas ou crescentes (tambem há quem chame de craneanas)
       E para terminar tenho este conjunto que tem a particularidade                                                      de    ter   a  broca da medida certa
                                                                      (ex 1;2;3 e a broca +0,25 e + 0,75 ( ex 1,25;1,75;2,25;2,75

                                                              
                                                      
« Última modificação: Sexta, 17 de Maio, 2013, 23:58:37 pm por pajo »
Se não sabes? -não mexas!
Se não gostas? -não estragues!
Mas isso, NÃO TINHA PIADA NENHUMA!!!