Autor Tópico: A minha caixa de ferramenta.  (Lida 57426 vezes)

pajo

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1383
    • Ver Perfil
Re:A minha caixa de ferramenta.
« Responder #15 em: Quarta, 06 de Março, 2013, 21:31:59 pm »
Viva a todos os bricoleiros.
Á uns dias que não passo por aqui(estive de gripe) mas já estou no activo novamente, isto está tudo muito calmo.


Esta é a minha ultima aquisição para juntar ao "arsenal"

Se não sabes? -não mexas!
Se não gostas? -não estragues!
Mas isso, NÃO TINHA PIADA NENHUMA!!!

pajo

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1383
    • Ver Perfil
Re:A minha caixa de ferramenta.
« Responder #16 em: Sábado, 09 de Março, 2013, 03:00:51 am »
Esqueci-me de fazer a descrição.
Trata-se de um comparador (relogio) com uma base magnetica (braços).
No meu caso serve essencialmente para afinar rolamentos ou algo que tenha de funcionar com uma folga especifica.
Este viajou em mão desde a Bulgaria por um preço bem simpatico (comparado a cá).
Tem intervalo de 0.01 e 12mm de capacidade.
« Última modificação: Domingo, 17 de Março, 2013, 11:00:43 am por pajo »
Se não sabes? -não mexas!
Se não gostas? -não estragues!
Mas isso, NÃO TINHA PIADA NENHUMA!!!

pajo

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1383
    • Ver Perfil
Re:A minha caixa de ferramenta.
« Responder #17 em: Domingo, 17 de Março, 2013, 11:56:00 am »
Viva amigos!
Hoje coloco a solução que encontrei para manter o engenho de furar arrumado e sempre pronto a utilizar.
Encontrei esta estrutura numa antiga lixeira onde estava a trabalhar, tinha alguma ferrugem e metade da altura necessaria.
A 1ª adaptação foi aumentar as pernas para o comprimento actual e soldar 2 porcas no topo para fixar a maquina.
A engenhoca até não funcionava mal, o defeito éra que guardava as brocas todas na gaveta e quando em uso esquecia-me de a fechar e lá vai aparas de broca, para não falar que saltava aparas em todas as direcções.
No verão passado pus mãos á obra e acrescentei a antepára trazeira, aumentei a superficie de trabalho, um suporte para arrumar o torno e outro para a chave da bucha, tudo pintado em vermelho (para manter a armonia de cores dos equipamentos).
E o resultado foi este.

 

« Última modificação: Domingo, 17 de Março, 2013, 11:59:01 am por pajo »
Se não sabes? -não mexas!
Se não gostas? -não estragues!
Mas isso, NÃO TINHA PIADA NENHUMA!!!

GLFaria

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 835
    • Ver Perfil
Re:A minha caixa de ferramenta.
« Responder #18 em: Segunda, 18 de Março, 2013, 01:18:02 am »
Boa, bom trabalho. Interessante, usei uma solução muito parecida com a sua para arrumar a chave da bucha (a única diferença é a peça de fixação - usei uma mola metálica). Até o sítio onde a montei na mesa é aproximadamente o mesmo.

Gosto daquela solução para o torno ("apertadeira" para os tradicionalistas) - muito prática.

G.

pajo

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1383
    • Ver Perfil
Re:A minha caixa de ferramenta.
« Responder #19 em: Sábado, 23 de Março, 2013, 01:07:09 am »
"Apertadeira" -Boa! Gostei dessa. Até pareçe "alentejanês"
Se não sabes? -não mexas!
Se não gostas? -não estragues!
Mas isso, NÃO TINHA PIADA NENHUMA!!!

pajo

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1383
    • Ver Perfil
Re:A minha caixa de ferramenta.
« Responder #20 em: Sábado, 23 de Março, 2013, 01:51:21 am »
Viva!
Aproveitando o tema dos engenhos de furar c'a vai mais um (este é o meu e tem +- 14 anos de algum uso)
Esta um pouco alterado, para poder rodar mais devagar com brocas maiores



Tem mais 100mm de altura na coluna.
Esta foi a solução rapida e barata, trabalho bem feito era subtituir o tubo da coluna completo com mais altura. (fica para a proxima)



Depois de ter batido a todas as portas aqui em beja, estive para abandonar o projecto por falta de correias, lá fiz uns telefonemas para leiria (casa das correias) onde fui prontamente atendido. -como os portes quase custava mais que as correias, um amigo trouxe-mas em mão.

 


Imformação muito importante:
Caracteristicas da maquina e tabela de rotações. -Deveria ter uma tabela da rotação recomendada para determinado diametro de broca




Se não sabes? -não mexas!
Se não gostas? -não estragues!
Mas isso, NÃO TINHA PIADA NENHUMA!!!

GLFaria

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 835
    • Ver Perfil
Re:A minha caixa de ferramenta.
« Responder #21 em: Sábado, 23 de Março, 2013, 02:02:43 am »
Últimamente não o tenho ouvido muito, mas é um termo típico da metalomecânica.
"Tornos de bancada" são os que se usam para prender o trabalho na bancada (para limar, serrar, etc..), "apertadeiras" são os dispositivos como esse que tem aí pendurado ao lado do seu engenho e que são usados para fixar a peça a trabalhar na mesa de uma máquina, geralmente um engenho ou uma fresadora.
Geralmente os tornos de bancada apertam "de lá para cá", e são volumosos principalmente em altura. Não é fácil fixá-los na mesa de uma máquina, nem estão previstos para isso.
As apertadeiras são mais planas, apertam "de cá para lá", e o mordente móvel desloca-se, guiado pela face de baixo, entre uma parte fixa do corpo do dispositivo e o mordente fixo, como pode ver na sua. Consegue-se trabalhar com mais precisão, como convém ao utilizar uma máquina.

O termos até está no Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora, que o define como um substantivo feminino com o significado de "instrumento para apertar" (não dava para adivinhar!...  :-) )

pajo

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1383
    • Ver Perfil
Re:A minha caixa de ferramenta.
« Responder #22 em: Sábado, 23 de Março, 2013, 02:24:28 am »
Claro que faz todo o sentido! -Mas não imaginava que fosse esse o termo tecnico para essa ferramenta.
Como vivo no alentejo mas não sou alentejano muitas vezes ouço termos (regionalismos) que acho muita graça, um ex.as motorizadas marca Casal são; Casaleiras ou se for Sachs: Sacheira.

É como o berbequim será sempre um blecandeca.
Se não sabes? -não mexas!
Se não gostas? -não estragues!
Mas isso, NÃO TINHA PIADA NENHUMA!!!

GLFaria

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 835
    • Ver Perfil
Re:A minha caixa de ferramenta.
« Responder #23 em: Sábado, 23 de Março, 2013, 02:27:45 am »
Pajo, entretanto, apareceu o seu post acerca do engenho modificado. Originalmente muito parecido com o meu, mas com motor mais potente.
Como é que consegue garantir que o plano da mesa está perpendicular ao veio da bucha e não foge da posição? No meu, tive que alinahr a mesa usando um comparador montado na bucha, e depois abrir um furo para um perno roscado M6. Assim, tenho a certeza que a mesa não se inclina nem um grau sem eu querer (ver foto).

É fácil fazer, o ferro fundido fura-se e rosca-se muito fácilmente sem lubrificação. Desmontar a mesa, marcar o furo em qualquer sítio conveniente do prato, furar e roscar, montar a mesa, nivelá-la, apertá-la, e depois usar o furo que já está feito no prato como guia para furar o prato da coluna. A explicação pode estar confusa, mas você tem prática destas coisas e tenho a certeza que lhe bastará olhar para a fotografia. Se precisar que lhe diga como se alinha a mesa, é só dizer.

"blecandeca"? Espectacular!

pajo

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1383
    • Ver Perfil
Re:A minha caixa de ferramenta.
« Responder #24 em: Sábado, 23 de Março, 2013, 02:52:21 am »
realmente essa soluçao é muito boa.
Até estremeço só de pensar que aquilo possa desalinhar.
Por acaso o meu (azul) tem uma marca de fabrica que marca os 90º, mas quando o comprei apertei com aquele parafuso quase até "cheirar a alho"
Só á poucos dias tenho o comparador, mas será boa ideia fazer uma verificação.

O engenho cinzento(o do meu cunhado) tem uma escala no ponto de rotação (se calhar tambem não será de muita comfiança).
De qualquer maneira esta maquina (cinza) tem trabalhado mais em madeira. (o meu cunhado éra carpinteiro)
Se não sabes? -não mexas!
Se não gostas? -não estragues!
Mas isso, NÃO TINHA PIADA NENHUMA!!!

GLFaria

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 835
    • Ver Perfil
Re:A minha caixa de ferramenta.
« Responder #25 em: Sábado, 23 de Março, 2013, 03:04:47 am »
A escala não é de confiança. Além de que corresponde a um arco muito pequeno e não dá para distinguir 2 ou três graus de inclinação - o suficiente para um furo em metal não ficar capaz.

É melhor verificar. Ainda por cima, tem um belo comparador...

Aí vão dois diagramas. O segundo mostra o comparador montado num veio na bucha. Põe a zero de um lado da mesa, roda a bucha 180 graus, lê a diferença se a ouver, e acerta (esta é a parte difícil, claro, e é preciso verificar se a mesa não foge ao apertar novamente...)

E com isto, vou dormir, também faço isso às vezes...

G

pajo

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1383
    • Ver Perfil
Re:A minha caixa de ferramenta.
« Responder #26 em: Sábado, 23 de Março, 2013, 03:10:34 am »
Obrigado pelas duas sugestões.
A 3º é boa ideia o vitinho já lá vai e amanhã é dia de trabalho (ainda)
Se não sabes? -não mexas!
Se não gostas? -não estragues!
Mas isso, NÃO TINHA PIADA NENHUMA!!!

GLFaria

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 835
    • Ver Perfil
Re:A minha caixa de ferramenta.
« Responder #27 em: Sábado, 23 de Março, 2013, 13:45:57 pm »
Pajo, pelo que vejo o seu engenho, de origem, tinha só duas polies - uma mandante e uma mandada,

Aquele "acrescento" da polie intermédia deve ter sido um trabalho e tanto, para fcar alinhado e fixado como deve ser. Se foi você que o fez, os meus parabéns.

Tenho previsto fazer umas quantas modificações no meu (com calma...), vou-o pondo ao corrente à medida que as faça, talvez lhe possa ser útil. Mas vai demorar - consigo ter muito mais imaginação para projectar do que tempo para fazer...

G.

GLFaria

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 835
    • Ver Perfil
Re:A minha caixa de ferramenta.
« Responder #28 em: Sábado, 23 de Março, 2013, 14:19:06 pm »
Reparei agora nesta sua observação:

"Imformação muito importante:
Caracteristicas da maquina e tabela de rotações. -Deveria ter uma tabela da rotação recomendada para determinado diametro de broca"

Discordo completamente. Para o mesmo diâmetro, a velocidade a utilizar varia com o tipo e material da broca e com o material a furar.
O que há a fazer é arranjar uma (ou várias, para comparar, já vi que nem todas concordam entre si... Encontram-se muitas na internet) tabela de velocidades e afixá-la perto do engenho). Evidentemente, as velocidades indicadas nas tabelas não são sagradas, são uma ordem de grandeza (a menos que o engenho tenha velocidade contínuamente veriável, uma pessoa está condicionada às que o seu equipamento permite), mas são um bom ponto de partida.

Assim:

pajo

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1383
    • Ver Perfil
Re:A minha caixa de ferramenta.
« Responder #29 em: Domingo, 24 de Março, 2013, 23:10:01 pm »
Sim foi feito por mim, funciona quase perfeito, precisa aperfeiçoar a fixação á base da caixa.
Logo coloco uma foto
Pajo, pelo que vejo o seu engenho, de origem, tinha só duas polies - uma mandante e uma mandada,

Aquele "acrescento" da polie intermédia deve ter sido um trabalho e tanto, para fcar alinhado e fixado como deve ser. Se foi você que o fez, os meus parabéns.

Tenho previsto fazer umas quantas modificações no meu (com calma...), vou-o pondo ao corrente à medida que as faça, talvez lhe possa ser útil. Mas vai demorar - consigo ter muito mais imaginação para projectar do que tempo para fazer...

G.
Se não sabes? -não mexas!
Se não gostas? -não estragues!
Mas isso, NÃO TINHA PIADA NENHUMA!!!