Autor Tópico: Ainda estou vivo...  (Lida 1699 vezes)

rubenroche

  • Full Member
  • ***
  • Mensagens: 209
    • Ver Perfil
Ainda estou vivo...
« em: Sábado, 05 de Novembro, 2016, 23:31:38 pm »
Há muito tempo que aqui não vinha e não escrevia nada.
Mas isso não foi sinónimo de inactividade.
Desde Maio e durante o verão entre praia e uns problemas informáticos que me ocuparam bastante tempo levaram-me a adiar um projecto que já aqui tinha lançado repto para algumas ideias de como fazer um telhado para a churrasqueira. A mulher fez anos em Agosto e a prenda foi pintura do quarto e mais qualquer coisa. Umas molduras que se arranjei usadas e que serão restauradas para colocar fotos para completar o resto da decoração do quarto. Em Setembro foi uma COBRA. Sim uma Cobra e aqui vai a historia.
Na primeira semana de Setembro chego a casa dos meus pais e a o meu pai diz-me
-" Tens uma cobra na Garagem"...( A garagem é a onde funciona a nossa oficina de bricolagem e arrumação das tralhas)
-"Fod...se uma cobra? É grande? Onde estava?"
-"Em cima da bancada, Fugiu para ali." Já estávamos nós na garagem.
- "E Agora? Pensei eu. Como vou apanhar a cobra. Isto está cheio ate ao tecto. Pode estar em qualquer lado. Vai ser um trabalho gigantesco. "
O pior é que na semana seguinte partiria para fora em trabalho e na semana seguinte ao meu regresso entraria de ferias e pensava ir passar uns dias para fora descansar.
Só poderia pegar no assunto passados mais de 15 dias.
Andava passado.
Andei pela net a procura de como apanhar cobras. Experimentei ligar um aquecedor durante a noite para que a cobra que procura calor se pudesse localizar. Procurei por armadilhas mas li que as cobras podem estar até um mês sem se alimentar e sem dar sinal.
Fui para fora em trabalho e quando voltei não havia noticias da cobra.
Acabei por nas ferias ficar por cá e convencia a mulher que tinha de ir umas horas de vez em quando a garagem dos meus pais ir atrás da cobra.
Não tive outro remédio se não começar a vazar a garagem toda. Todos os caixotes foram abertos e revistos e colocados no exterior e numa outra divisão contígua a garagem.
E por fim, cobra nem vela.
Pode ter saído pois a garagem esta sempre de porta aberta e ainda estar no jardim junto da lenha ou na outra divisão que temos que também esta sempre de porta aberta sempre que estou por lá ou então estar metida nalgum buraco na garagem.
É aqui que começa o grande trabalho na bricolagem e que ainda hoje continua.
Com o vazar da garagem incluindo estantes e bancadas de trabalho foram aparecendo rachas nas paredes tecto e chão que não estavam visíveis e que aproveitei para reparar. Por isso é que digo que a cobra pode se ter enfiado nalgum buraco e se foi, lá vai ficar pois foram todos tapados.

A casa já tem mais de 45 anos e na garagem na parede do fundo do lado exterior algumas massas entre fiadas de tijolo estavam soltas. Tive de abrir roço e por massa forte. No tecto, é viga e abobadilhas e betonilha sem telhas já havia infiltração.
No telhado o serviço foi o mesmo, abrir roço e reparar com massa forte. Para isso o telhado foi lavado com maquina de pressão para retirar todo o musgo existente e revelar micro fissuras que foram reparadas. Depois levou 3 demãos de tela elásticas com fibras. Vamos quanto tempo aguenta.
Aproveitei para reparar os muros exteriores pois estavam com o mesmo problema, massas soltas entre fiadas com muitas fissuras e optei por pôr ferro "Gatos" no murro para aguentar mais uns anos.
No interior da garagem Aproveitei nivelar o chão onde estava as estantes pois a garagem anteriormente era um alpendre com o chão com inclinação para o escoamento de alguma agua da chuva. Mais tarde o alpendre foi fechado dando origem há garagem.
Como o meu pai já esta velhote, resolvi mudar de sitio uns conjuntos de armários metálicos de pequenas gavetas que estavam muito altos. De vez em quando ele anda empoleirado no escadote à procura de qualquer coisa os armários metálicos. Aproveitei também mudar uma bancada de trabalho de posição para optimizar o espaço.
Aos poucos tudo o que estava fora voltou novamente para dentro da garagem
Fico melhor do que estava.
Tarefa concluída mas a cobra nunca apareceu.
Aproveitei o embalo e comecei o projecto do telhado da churrasqueira antes que viesse a chuva.
Neste momento está praticamente concluída. Falta apenas colocar umas travessas de madeira e a parte de pintura e impermeabilização da chaminés. Esta semana ficará pronta.
Entretanto tratei da horta onde plantei Alfaces, Couves,
Salsa, Coentros, Alho Francês, Cebolas, Fiz uma caixa de madeira para plantar Cenouras e que está a espera que lhe dê tratamento.
Mas esta semana mais uma alteração irei fazer na garagem. Bancadas e estantes mudaram de lugar entre si. Para isso terei de desmanchar parte de uma bancada existente e acoplar uma outra e prolonga-la. Vou aproveitar para nivelar mais um bocado do chão.
Se tudo correr bem terei trabalho ate ao fim do mês.

Depois coloco fotos do que andei a fazer

Stromlinie

  • Sr. Member
  • ****
  • Mensagens: 479
    • Ver Perfil
    • Multisubjects, Lda.
Re: Ainda estou vivo...
« Responder #1 em: Domingo, 06 de Novembro, 2016, 00:10:42 am »
Bem sempre pode dizer que foi o ano da Cobra  ;D

E tem uma história para contar: como arrumei a oficina à custa de uma cobra!
Boa bricolage, em segrança,

Stromlinie

bata001

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 666
  • Sempre mexendo nem que seja a sopa quando há
    • Ver Perfil
Re: Ainda estou vivo...
« Responder #2 em: Domingo, 06 de Novembro, 2016, 08:27:54 am »
Dizem que...

Estar vivo é o contrario de estar morto

também já tive por duas vezes problemas com esses animais

uma dentro da oficina ( pequena) - até leite lá coloquei para ver se ela saía - mas nunca mais a vi

e outra duas no quintal umas das quais com 1.5 mts entregou a alma ao Criador.

a segunda com tamanho semelhante nunca mais a vi

À parte disso tenho muitas vezes uns amigos que passeiam por cima de tudo e aos quais dou de comer que deve ser muito apreciado por eles- pois

não morrem - e por isso utilizo uma ratoeira

 


Henrique

pajo

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1383
    • Ver Perfil
Re: Ainda estou vivo...
« Responder #3 em: Domingo, 06 de Novembro, 2016, 09:36:02 am »
Seja bem aparacido Ruben ;D
Por acaso ainda pensei que como gosta de pesca, fosse pescador! Hoje não sei como fazem mas ti ha um  izinho que estava no mar 3 meses.
Cobras ainda não tive mas os amigos cinzentos tambem ja se meteram comigo.

Tenho um jardim publico em frente ao predio e numa altura que fiz obras, a porta esteve aberta, o amigo rato entrou e so dei por ele quando me pareceu ver qualquer coisa a mexer um dia de noite.
Claro que pensei que estava a ver coisas, mas pelo sim pelo não, fui averiguar melhor.
E tinha mesmo jm habitante extra em casa. Pegadas pequeninas en cima do pó, caganitas nos armários da cozinha etc.
Apanheio ao fim de alguns dias com uma ratoeira e chouriço.

Depois disso quando a mina (Aljustrel ) recomeçou a trabalhar tive-mos uma praga de ratinhos na vila.
Na garagem do meu sogro não dava-mos  conta da comida para os bichos, mais duas ratoeiras a funcionar.
Depois assim como apareceram desapareceram.
Se não sabes? -não mexas!
Se não gostas? -não estragues!
Mas isso, NÃO TINHA PIADA NENHUMA!!!

rubenroche

  • Full Member
  • ***
  • Mensagens: 209
    • Ver Perfil
Re: Ainda estou vivo...
« Responder #4 em: Terça, 08 de Novembro, 2016, 00:57:06 am »
Cobras que eu me lembre, já são 3. A primeira foi há muitos a nos e acabou morta, ainda a garagem não estava fechada.
A Segunda, essa tenho fotos dela viva e morta também.
Esta tem uma historia também.
Certo dia vinha o meu pai a chegar a casa, e na altura tinha 2 cães ,( Uma Pastora Alemã e um rafeiro,) e ladravam desalmadamente e de forma estranha.
O meu pai conseguiu ver então uma cobra a descer o muro e ir em direcção ao local onde os cães estavam, não havia mais sitio por onde esconder-se e enfiou-se numa sala no jardim e que era o local onde os meus cães dormiam.
Quando cheguei a casa, a conversa foi a mesma."Tens uma cobra na sala."...
Lá tive de ir tirando as coisas para fora ate metade da sala e nada.  No outro dia demos com ela enrolada nos tijolos da garrafeira e mesmo assim não foi fácil mata-la.

rubenroche

  • Full Member
  • ***
  • Mensagens: 209
    • Ver Perfil
Re: Ainda estou vivo...
« Responder #5 em: Terça, 08 de Novembro, 2016, 01:00:21 am »
Voltando á garagem/oficina  deixo fotos para verem como está cheia até ao tecto e o que tive de vazar.